PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Alisson Publicidade9

'Chocada', diz mãe de adolescente 'empacotado' após furto de 2 adesivos, em Fátima do Sul - VICENTINA ONLINE

Vicentina, MS, quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
  • Oferecimento Anuncie Aqui37

'Chocada', diz mãe de adolescente 'empacotado' após furto de 2 adesivos, em Fátima do Sul

PUBLICIDADE
  • Panificadora e Confeitaria Art's da Massa93

Publicado em: 09/08/2017 às 17h54

Ricardo Campos Jr. / campo grande news

Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento, que vazaram na internet, mostram o adolescente coberto por fitas 'escoltado' pelo dono da loja até a rua. (Foto: Reprodução)

A mãe do adolescente de 16 anos “embalado” com fita adesiva pelo dono de uma papelaria por furtar dois adesivos não exime a culpa do filho, mas diz que tomará as medidas cabíveis contra o empresário pela atitude desproporcional. A vendedora de 40 anos diz estar chocada com o ato de “justiça com as próprias mãos” e, apesar da exposição, aproveitou o caso para ensinar uma lição ao filho.

“O moço, além de ter feito tudo aquilo, ainda jogou o vídeo na internet, como se fosse uma coisa boa que estava fazendo. Se o guri errou? Errou, mas contra isso existem as medidas legais”, comenta.

Segundo ela, o caso aconteceu na semana passada em Fátima do Sul, a 246 quilômetros de Campo Grande. O vídeo logo começou a circular e em pouco tempo já havia viralizado no município de 19,2 mil habitantes.

“Todo mundo conhece todo mundo. Fiquei muito triste mesmo. Tinham medidas cabíveis. Se ele teve prejuízo, eu faria meu filho trabalhar para pagar. Jamais deixaria ele correr da obrigação por estar errado, mas o moço está mais errado ao fazer isso aí”, pondera.

Quando a vendedora viu o vídeo, não reconheceu o filho por conta da qualidade da imagem e pelo fato de o rosto dele estar coberto por fita.

“Depois, quando passou certo tempo, umas pessoas mostraram o vídeo de novo, tirando sarro. Eu olhei novamente e tem uma hora que o rosto ilumina com o sol e eu vi que era ele. Eu perdi o chão. Eu peguei a imagem, cheguei na minha casa, sentei ele no sofá e perguntei se era ele. O legado que eu tento deixar para meu filho é não mentir e ele confessou”, pontua.

A mulher conta que foi a primeira vez que chegou ao conhecimento dela algo de ilícito feito pelo garoto.

Para a mãe, o adolescente revelou que no dia em que foi “embalado” não havia furtado nada e estava no estabelecimento para comprar papel de seda, mas assumiu que no dia anterior havia pegado dois adesivos.

Segundo ela, ao vê-lo na loja, o dono o levou para os fundos, mandou ele juntar as mãos, enrolou ele com fita, colou um cartaz de cartolina escrito “ladrão” e ainda abaixou a bermuda dele. No vídeo é possível ver que o adolescente caminha tentando segurar a peça de roupa.

“Eu trabalho a umas duas casas da papelaria. Ligasse para mim, chamasse o Conselho Tutelar ou fizesse alguma coisa assim, mas não expunha ele daquela maneira”, questiona a mãe.

O Campo Grande News entrou em contato com a papelaria para conversar com o dono do estabelecimento, que seria o responsável por amarrar o garoto com fita. Uma funcionária disse ter sido orientada por ele a dizer que o empresário não iria comentar o caso.






Leia também



PUBLICIDADE
  • Farmácia Farma Centro 269
  • Odonto Bruschi172
  • Drogaria Padre José Daniel1
  • Panificadora e Confeitaria Art's da Massa 194
  • Rafael - Mega Informática177
  • Prime Pedras166
  • Vidros Sul65
  • Sindicato Rural de Jateí45